San Gimignano – A Cidade das Torres

San Gimignano

Dessa vez vamos conhecer um pouquinho de San Gimignano. O efeito para quem chega pelas estradas da Toscana e avista a silhueta daquelas torres é realmente inexplicável e emocionante!

Depois da chegada é só se deixar levar por entre as suas ruas estreitas, observar a imponência das torres, e se sentir realmente na época medieval, isso sem falar no visual que você pode admirar de alguns pontos de observação espalhados pela cidade.

Atualmente San Gimignano está sofrendo do “mal” do turismo de massa. São excursões com grandes grupos chegando à cidade e que fazem uma visita rápida para depois continuar a conhecer outros lugares. San Gimignano, porém, é uma jóia rara que deve ser descoberta aos poucos, por isso é preferível conhecê-la durante a baixa temporada e fora dos fins de semana.

Agora vou descrever alguns dos principais pontos turísticos da cidade que não podem deixar de ser visitados.

San Gimignano - Duomo1


Duomo (Catedral) – A bela catedral de Santa Maria Assunta foi construída no século XII, é caracterizada por uma escada, uma fachada simples do lado de fora, e três naves interiores. Na igreja são mantidas uma série de obras-primas, como o “Martírio de São Sebastião” por “Benozzo Gozzoli”, as estátuas de madeira de “Jacopo della Quercia”, os afrescos de “Lippo e Frederico Memmi” que relatam histórias sobre o Novo Testamento, e pinturas de cenas do Antigo Testamento, obra de “Bartolo di Fredi”.

San Gimignano - Porta San Giovanni1
Porta di San Giovanni – é a mais bela e majestosa das portas de San Gimignano. Logo na entrada está a praça “dei Martiri di Montemaggio”, onde antigamente existia o Convento de São Francisco. Seu ingresso é pela parte Sul de San Gimignano, é um acesso histórico para as pessoas que chegavam de Siena pela “Via Francigena”. Em 1601 construíram uma pequena igreja ao lado da porta que em 1922 foi demolida para abrir caminho. Atualmente a única coisa que restou dessa igrejinha é a torre com seu sino que pode ser vista no alto do lado esquerdo. Essa porta é o melhor acesso a San Giminignano, existe um estacionamento muito perto que se chama “ Piazzale dei Martiri di Montemaggio”, e é estratégico para se iniciar a visita a San Gimignano.

San Gimignano - Rocca di Montestaffoli

Rocca di Montestaffoli – Saindo do Duomo, à esquerda, existe uma estrada estreita que te leva ao topo de Montestaffoli, construída para defender San Gimignano dos ataques de Siena depois que a cidade passou a ser do domínio de Florença. Atualmente não existe muita coisa da antiga fortaleza, somente alguns restos, mas vale a pena conhecer este espaço verde para desfrutar de vistas deslumbrantes sobre o Val d’Elsa e San Gimignano. A única pequenina torre que sobrou desta grande fortaleza é o ponto de observação para apreciar a visual toscano.

San Gimignano - Piazza centrale

Piazza della Cisterna – é um ponto de passagem obrigatório para quem visita San Gimignano, e está localizada no topo da colina em que se encontra a pequena cidade toscana, por isso é um bom lugar para descansar depois de lidar com a terrível subida! Seu nome deriva da cisterna de abastecimento de água, que está localizada no centro da praça. É um poço octogonal construído em 1273 e ampliado em 1346. Aqui é o momento de relaxar, apreciar os edifícios e torres em volta, e saborear um dos sorvetes mais premiados do mundo na “Gelateria Dondoli”.

San Gimignano - Chiesa di Sant'Agostino

Chiesa di Sant’Agostino – normalmente as pessoas não visitam a Igreja de Santo Agostinho por não ser muito divulgada turisticamente, mas para aqueles que apreciam obras de arte ela realmente merece uma visita a fim de se descobrir suas jóias. A abóbada da igreja foi pintada por “Sebastiano Mainardi” e retrata os “Doutores da Igreja” (Ambrósio, Agostinho, Jerônimo e Gregório). As duas obras-primas da igreja são a coroação de Maria del Pollaiuolo, no altar-mor e a história da vida de Santo Agostinho, um ciclo de afrescos de “Benozzo Gozzoli” na capela do coro.

San Gimignano - Museo del Vino

Museo del Vino – O Museu é um tributo à qualidade e prestígio do vinho de San Gimignano. Os vinhos que são produzidos em San Gimignano são os seguintes: Vernaccia di San Gimignano DOCG, San Gimignano Rosso DOC, DOC Rosé San Gimignano, San Gimignano Vin Santo DOC. A produção total anual é de 10 milhões de garrafas; 70% é exportada, enquanto os restantes 30% são vendidos no mercado interno. Vale a pena desgustar o vinho no Museu, se for no inverno, aconselho o vinho tinto, primavera ou verão o vinho branco, sem contar que ao lado tem uma paisagem deslumbrante. É degustar o vinho e viajar no panorama de San Gimignano.

A dica de restaurante para almoçar ou jantar em San Gimignano é a seguinte: Restaurante Cum Quimbus, escondido em um dos mais característicos becos da “città delle torri‘ foi considerado o melhor restaurante italiano classificado no Trip Advisor Travellers Choice Restaurants 2013, o sexto em toda a Europa e o oitavo em todo o mundo. Cozinha perfeita, local perfeito, vinho perfeito e a hospitalidade especial.
End.: Via San Martino, 17, 53037 San Gimignano
Tel.: +39 0577 943199

Pensando em reservar seu hotel, utilize o booking na sua pesquisa!

Gostou do post? Deixe seu COMENTÁRIO!!

Conhece alguém que precisa de dicas de San Gimignano?

COMPARTILHE no Facebook, Twitter e também no Google+.

BUON APPETITO!

Iaponira Diniz

Quem faz Iaponira Diniz

Nascida na cidade do Rio de Janeiro, carioca da gema, me apaixonei pela Itália na minha primeira viagem em 2009. Assim que coloquei meus “pezinhos” nesta terra decidi que era aqui que gostaria de ficar durante um bom tempo… Depois da minha primeira viagem por essas bandas, todas as minhas próximas férias foram dedicadas exclusivamente para conhecer e explorar ainda mais este maravilhoso País!!! Apaixonada por vinhos, queijos, massas, doces, viagens, onde mais eu poderia estar??

Assine a minha lista para receber dicas, receitas e atualizações do Blog, e ganhe um e-Book com 10 receitas italianas!

Respeito sua privacidade!! NUNCA enviarei SPAM!!

24 ideias sobre “San Gimignano – A Cidade das Torres

  1. Boa tarde Iaponira.
    Me cinto como se estivesse entrando em San Gimignano. Aquele Portão de entrada é fabuloso. Não entendo porque não se reconstitui a porta já que permanecem no local os pinos das dobradiças. Visitei tudo o que tinha direito. Tudo muito bonito. Quando a visitei fiquei tão entusiasmado que comprei um vinho “Rosso” é claro e falei para minha esposa: “este vinho vai me fazer lembrar de San Gimignano”. Eu o guardo até hoje. Não sei se vou resistir por muito tempo, já que a temperatura está aconselhando uma lasanha e um bom vinho. Obrigado por me trazer estas lembranças.
    abraço. tarcizio

    • Oi Tarcizio,

      San Gimignano é linda mesmo, acho que já estive umas 3 vezes, e sempre me surpreendo.
      Muito obrigada pelo seu comentário.
      Abraços,
      Iaponira Diniz

      P.S.: Boa degustação do seu vinho “rosso”. 🙂

  2. É MUITO INTERESSANTE VER ESSAS CIDADES COM SEUS PRÉDIOS MEDIEVAIS E A SUA DESCRIÇÃO DOS LOCAIS E A PARTE HISTÓRICA.Gosto muito.Abraços e beijos.

  3. É aqui que quero ficar e pronto. Mulher determinada age assim.
    Tens minha admiração.
    Parabéns querida.

    Obrigada por compartilhar conosco um pouco da sua vida e das iguarias do país o qual você escolheu para viver.
    Grata.
    Fique com Deus……Bjs no coração

  4. Visitei San Gimignano e fiquei encantada com seu ar medieval. Esta bela cidade merece mais de um dia para se perder em suas ruelas.
    Gostei muito do que escrevestes no blog.Revivi minha visita. Beijos

  5. A Itália nos oferece lugares pitorescos e belíssimos. Gostaria muito de conhecer cada cantinho e principalmente a bela Toscana. Parabéns pela reportagem e estou gostando.

  6. Adoro receber este tipo de e-mail de você.
    Acho que você se daria muito bem como guia de viagem, juro que eu iria procurá-la para me mostrar os pontos maravilhosos que sei existir na nossa Itália.
    Saiba que há mais ou menos 5 anos fizemos um tour por alguns países da Europa, a Itália era um deles, porém ficou a desejar o nosso conhecimento
    quanto a Florença, Capri e outras cidades da Itália que fomos.
    Vai aí a sugestão .
    Quem sabe um dia nos veremos por aí.
    Beijão e obrigada , fique na paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *